Notícias

Festival de liberdade religiosa na Indonésia reconhece o governo e líderes confessionais

Share |
Festival de liberdade religiosa na Indonésia reconhece o governo e líderes confessionais

Representantes de entidades confessionais recebem reconhecimento por seus esforços na promoção da liberdade de crença na Indonésia no II Festival de Liberdade Religiosa, promovido pela Igreja Adventista em Manado este mês. Os grupos religiosos compartilham um clima de tolerância e respeito na cidade de Sulawesi do Norte. [foto: Jonathan Catolico]

May 15, 2012 | Manado, North Sulawesi, Indonesia | Gay Tuballes-Deles/ANN staff

Um festival recente de liberdade religiosa confirma a Igreja Adventista do Sétimo Dia na Indonésia como um dos principais defensores da livre expressão da religião no país.

Cerca de 2.000 pessoas se reuniram no auditório Kantor Mapalus Aula Gubernur Sulawesi Utara em Manado em 5 de maio para reconhecer os esforços combinados de governos e grupos de fé em preservar a liberdade de crença naquele país do sudeste asiático.

O interesse na liberdade religiosa tem crescido na Indonésia desde que a Igreja Adventista realizou pela primeira vez um festival de liberdade religiosa em Jacarta dois anos atrás, disseram os defensores da liberdade religiosa da Igreja.

Representantes de entidades confessoinais no festival deste mês elogiaram a Igreja Adventista pela organização de um festival que oferece reconhecimento ao governo e líderes confessionais que defendem a livre expressão da crença religiosa.

"Agradecemos a Igreja Adventista do Sétimo Dia por liderar a expressão dos nossos agradecimentos a Deus e ao governo pela liberdade religiosa que estamos desfrutando na Indonésia, particularmente aqui no Norte de Sulawesi", disse J. Pangaila, líder da Igreja Pentecostal na Indonésia.

O Vice-Governador de Sulawesi do Norte, Roy Roring, reiterou a apreciação do Pangaila.

O líder muçulmano Tamzil Permata disse: "Estamos empenhados em viver pacificamente juntos, cristãos e não-cristãos".

Realizar um evento público organizado pela Igreja Adventista demonstra a relação positiva que a Igreja tem promovido entre grupos religiosos em Manado, disse o presidente da União da Indonésia Oriental, Noldy Sakul, que organizou o festival. Os grupos religiosos representados no evento incluíram o hinduísmo, o confucionismo, o budismo, o islamismo e o cristianismo.

A Indonésia é um país predominantemente muçulmano, com uma população cristã protestante de 6 por cento. Em 2006, relatos de violência entre comunidades religiosas vieram à tona, inclusive com vandalismo de propriedades da Igreja e fechamento forçado de congregações.

Desde então, o governo indonésio tem feito "esforços positivos para unir os grupos religiosos e promover atitude de tolerância e respeito", segundo o Relatório Mundial de Liberdade Religiosa. A publicação, lançada pelo Departamento de Relações Públicas e Liberdade Religiosa da Igreja Adventista a nível mundial, também faz observar que "fanatismo" e "violência arraigada" ainda permanecem.

"Você pode não ser afetado hoje, ao ainda desfrutar de liberdade [religiosa], mas amanhã pode não ser a mesma história", disse à plateia em Manado o diretor da Associação Internacional de Liberddae Religiosa, John Graz. Ele acrescentou

Voltar para a lista