Notícias

Músico Adventista recebe honraria civil sueca máxima

Músico Adventista recebe honraria civil sueca máxima

O músico adventista Herbert Blomstedt, à esquerda, foi premiado com a Medalha Serafim, da Suécia, na semana passada, por suas contribuições ao ambiente musical e cultural do país. Aqui, o compositor veterano aceita o Prêmio de Excelência Weniger na igreja do campus da Universidade Loma Linda em janeiro. [foto de arquivo por Larry Becker]

A "Medalha Seraphim" reconhece "contribuições relevantes dentro da música sueca"

June 21, 2012 | Stockholm, Sweden | Rainer Refsback/TED News/ANN staff

A Suécia, o país nativo do maestro adventista do sétimo dia, Herbert Blomstedt, concede reconhecimento ao veterano músico por sua notável carreira.

Blomstedt foi recentemente galardoado com a Medalha de Seraphim pelo rei Carl XVI Gustaf. Um  anúncio em 15 de junho do Palácio Real da Suécia afirmava que Blomstedt era reconhecido por "contribuições altamente notáveis para a música sueca".

A medalha é uma das mais elevadas honrarias do país. Concedido diretamente pelo rei, reconhece "serviços excepcionais de carácter humanitário ou de interesse geral para a sociedade", de acordo com a Corte Real sueca.

"É claro que estou feliz", disse Blomstedt à União Sueca da Igreja Adventista, acrescentando que, embora normalmente minimize tais reconhecimentos, desta vez é uma exceção.

Blomstedt teve sua primeira apresentação como maestro conduzindo a Orquestra Real Filarmônica em 1954. Durante sua carreira, ocupou cargos de maestro principal da Orquestra Sinfônica de Norrköping, e orquestras sinfônicas dinamarquesas e suecas, da Rádio Staatskapelle Dresdner e a Orquestra Sinfônica de San Francisco.

Ao longo dos anos, Blomstedt generosamente contribuiu para o ambiente musical da Igreja Adventista, bem como com seu sistema de ensino. Blomstedt também usou sua notoriedade pública para compartilhar sua fé em Deus.

"Nós que conhecemos Herbert pessoalmente também sabemos como ele sempre viu a música como uma forma de levar glória a Deus e como um testemunho da graça e majestade do nosso Criador", disse Bertil Wiklander, presidente da Divisão Trans-Europeia, da IASD.

"Ele tem mais de uma vez testemunhado da forma como o segredo do seu sucesso é sua fé cristã e, em particular, a bênção do sábado, que lhe concede descanso e lazer", disse Wiklander.

Blomstedt não pôde comparecer à cerimônia de entrega de medalhas em 15 de junho, no Palácio Real de Estocolmo, devido a um compromisso prévio de apresentação musical. Mesmo aos 85 anos de idade ele continua a manter uma carreira ativa.

Em setembro, Blomstedt irá realizar o concerto final no Festival do Mar Báltico, em Estocolmo.

Voltar para a lista