Notícias

Na América Central, líderes e professores reiteram compromisso de discipular crianças

Share |
Na América Central, líderes e professores reiteram compromisso de discipular crianças

Linda Koh, diretora dos Ministérios da Criança da Igreja a nível mundial (à esquerda), ora no mês passado com outros líderes de ministérios durante a Convenção de Líderes de Ministérios Infantis em High Springs (Flórida, EUA). Centenas de líderes e professores da região inter-americana se comprometeram novamente a discipular as crianças, uma prioridade para a região. [foto: Libna Stevens]

"Investir hoje 'em' igreja de amanhã", o diretor infantil Ministérios diz

August 03, 2012 | High Springs, Florida, United States | Libna Stevens/IAD/ANN staff

Eles vieram de centenas de igrejas e congregações adventistas de toda a América Central com um objetivo comum: a aquisição de novas competências a fim de orientar as crianças para uma vida de discipulado.

A primeira Convenção de Líderes de Ministérios Infantis da Divisão Inter-Americana reuniu no mês passado mais de quinhentos líderes e professores no acampamento adventista Kulaqua, na Flórida (Estados Unidos). O evento histórico deu-lhes a oportunidade de comprometer-se novamente com o trabalho de levar as crianças a um contato mais próximo com Cristo.



"Nós queremos que se tornem autênticos discípulos de Jesus para serem modelos do tipo de discípulos que Jesus necessita que se tornem Seus filhos", disse Dinorah Rivera, diretora dos Ministérios da Criança da Igreja no território e organizadora do evento.

"Se queremos uma Igreja amanhã, precisamos investir hoje no que esperamos que venha a ser a Igreja de amanhã", disse Rivera. Uma das chaves para a retenção de membros está na eficácia dos ministérios de crianças em casa e na igreja, acrescentou.

Os principais líderes concordam, explicando que fortalecer as crianças e os jovens da Igreja é uma prioridade denominacional.

"Queremos que cada criança que ingresse na Igreja Adventista experimente a alegria e descubra o amor e a graça de Deus através da liderança espiritual dos líderes e professores", disse Israel Leito, presidente da Igreja na região inter-americana.

Os participantes frequentaram dezenas de seminários sobre liderança eficaz, saúde infantil, desenvolvimento espiritual, tecnologia e psicologia, entre outros.
  
Linda Koh, diretora dos Ministérios da Criança da Igreja a nível mundial, falou para as centenas de líderes e professores sobre os gigantes espirituais que podem carregar as crianças ante os desafios da vida.

"Como líderes de ministério infantil, precisamos chegar a discuplar de maneira eficaz as crianças e incentivá-las, treiná-las e equipar os pais e as famílias para orientarem as crianças e lhe propiciarem o tipo de igreja que lhes dará o apoio necessário para crescer", comentou Koh. De acordo com o lema da convenção, "Sintonizado com Jesus", Koh desafiou os líderes a serem modelos de honestidade e de estreita relação com Cristo.

"Estamos aqui porque acreditamos neste ministério e neste trabalho com toda a nossa força, para nutrir espiritualmente nossas crianças", disse Mari Ruth Murillo que, junto com 50 de seus colegas, viajou desde a União do Sul do México, da qual é diretora do ministério.

Loraine Bernal, diretora dos Ministérios da Criança da Igreja na Jamaica, declarou que deixou a convenção com a convicção de que é preciso mudar os métodos de ligação e discipulado das crianças. "Estamos competindo com tantas distrações que cativam as mentes de nossas crianças, por exemplo, vídeo games, televisão, os lares divididos, o vício a comidas. Como líderes, temos de pensar em formas inovadoras se não quisermos perder oportunidades de transmitir-lhes Jesus", disse Bernal.

Bernal se revelou particularmente feliz em ver durante o evento melhores maneiras para atingir as crianças com um estilo de vida saudável. Na Jamaica, a promoção da nutrição e da saúde tem encontrado eco na sociedade, cujas crianças são afligidas por doenças como a obesidade e enfermidades relacionadas ao estilo de vida, comentou.

Este ano, Bernal já organizou várias feiras de saúde que procuram educar as crianças da Igreja e da comunidade a que comam bem, façam exercícios e confrontem os problemas que podem afetar a saúde.

"Levamos muito a sério a saúde dos nossos filhos", disse Bernal, que está trabalhando com o sistema de educação pública na Jamaica, para iniciar uma série de atividades de saúde e nutrição para os estudantes nos próximos meses. "Alcançar as crianças na comunidade faz parte da tarefa de edificar uma Igreja melhor também", acrescentou Bernal.

Vianka Mendez, diretora dos Ministérios da Criança da Igreja na região metropolitana da Cidade da Guatemala, assistiu às apresentações por uma equipe de especialistas da Universidade de Loma Linda, Califórnia, instituição adventista, a respeito dos efeitos de desastres naturais sobre as crianças. "Eu nunca tinha percebido quão vulneráveis podem ser as crianças após uma catástrofe, e a busca de sinais mais simples e mais profundos pode ajudar a protegê-las de se verem mais afetadas", comentou Mendez.

"Nosso país é afetado por catástrofes naturais quase todos os anos. Devemos estar atentos para aplicar as técnicas que ajudem as crianças a superar o trauma e as ajudem durante esse processo", disse, observando que a tarefa poderia ser coordenada por um trabalho associado entre as igrejas e profissionais da comunidade.

A convenção entusiasmou Rivera que também se revelou agradecida em seu empenho contínuo por capacitar os líderes e professores de ministérios de crianças que sintam grande paixão pelas centenas de milhares de crianças que entram em contato com a Igreja Adventista na América Central.

"Eu sonho com uma Igreja que não só ensine as crianças a estarem ‘em sintonia com Jesus’, mas a viverem  num discipulado constante e que saiam a satisfazer as necessidades da comunidade",  concluiu.

Voltar para a lista