Notícias

Na conferência de pastores europeus, um chamado para ministério comunitário relevante

Share |
Na conferência de pastores europeus, um chamado para ministério comunitário relevante

Bertil Wiklander, presidente da Divisão Trans-Europeia, da IASD, fala durante a Conferência de Pastores Europeus em Rogaska Slatina, Eslovênia, na semana passada. Wiklander disse que "tornar Deus conhecido na Europa," o tema da conferência, é o "grande desafio e chamado da Igreja". [fotos de cortesia TED News]

Em todo o continente pastoral esforço no treinamento reacende para alcançar a sociedade secular

August 31, 2012 | Silver Spring, Maryland, United States | ANN staff

Pastores adventistas do sétimo dia na Europa dizem que uma ênfase renovada em evangelização relevante, relacional, irá permitir conexão com as comunidades ali, apesar do crescente secularismo da região.

O entusiasmo por abordagens simples e criativas para a evangelização veio durante a Conferência Europeia de Pastores na semana passada em Rogaska Slatina, Eslovênia. Patrocinada pela Divisão Trans-Europeia da Igreja Adventista, a conferência é realizada a cada cinco anos e destaca o crescimento espiritual, educação contínua e comunhão.



Cerca de 1.200 pastores, seus cônjuges e obreiros leigos se reuniram em torno do tema, "Fazendo Deus Conhecido na Europa" durante quatro dias de palestras, oficinas e adoração. Milhares de pessoas seguiram a conferência via Livestream e mídia social.

Em seu discurso, Bertil Wiklander, presidente da Divisão Trans-Européia, disse aos participantes que, embora muitos europeus neguem sua necessidade de Deus, tal estilo de vida é, em última análise, "disfuncional". "Tornar Deus conhecido na Europa é o nosso grande desafio e chamado", disse ele.

Outros apresentadores instaram os pastores a não limitar o seu ministério aos bancos da igreja. Dennis Meier, um pastor de Hamburgo, Alemanha, lembrou metáforas de Mateus 5 em sua apresentação. "Como adventistas, tendemos a sentir-nos mais à vontade com a metáfora da luz sobre a colina do que com o sal da Terra", disse Meier. "Com nossos prédios estabelecidos e nossos tempos de adoração estruturados há o perigo de nos tornarmos isolados", acrescentou.

Quando os pastores ministram fora das paredes da igreja, precisam estar cientes de que seus esforços e motivação provavelmente enfrentarão escrutínio, disse o vice-presidente mundial da Igreja Adventista, Lowell Cooper. "Um Deus confiável nunca virá a ser conhecido por pessoas não confiáveis", disse Cooper numa apresentação em que destacou a importância da humildade, integridade, respeito e responsabilidade no ministério pastoral.

Derek Morris, editor da Revista ‘Ministério’, da Igreja, disse que achou uma palestra do diretor do Instituto de Pesquisa Bíblica, Artur Stele, particularmente atraente.

"Eu cresci na Europa, então estou ciente de alguns dos desafios que enfrentam com pós-modernos, pós-cristãos", disse Morris.

"[Stele] falou sobre como o Novo Testamento usa mais de 40 palavras para descrever compartilhar as boas novas sobre Jesus e menciona 15 lugares diferentes, tais como o mercado, templo, junto ao rio, a casa de alguém. Portanto, a mensagem é compartilhar Jesus em todos os sentidos e em todos os lugares", disse ele.

A Europa secular não é diferente do ambiente que o apóstolo Paulo enfrentou ministrando à cultura greco-romana, no século primeiro, disse o artista de gravação e Pastor Adventista Wintley Phipps. "Creio que Paulo nos deixou uma herança teológica que perdemos de vista – a de que revelar Cristo ao mundo ao nosso redor, em nós, é o verdadeiro propósito da Igreja", disse Phipps.



O veterano evangelista adventista Mark Finley desafiou os membros da Igreja a não deixarem que o medo do fracasso prejudique os esforços de compartilhar Jesus. "Prefiro tentar fazer algo grande para Deus e falhar, a não fazer nada para Deus e ter sucesso", disse ele.

Os adventistas europeus lançaram pelo menos dois novos projetos-piloto de evangelização este ano. Em fevereiro, as histórias da Bíblia ganharam vida para os membros da comunidade que visitaram uma exposição tridimensional em Reykjavik, Islândia. A Exibição da Igreja traçou a história bíblica da criação à ressurreição de Jesus.

Mais tarde, na Hungria, os adventistas lançaram clube de saúde e universidade da Bíblia para responder a necessidades básicas físicas e espirituais. Líderes no país também promoveram "Jesus7", uma série evangelística transmitida pela televisão nacional, que dizem ter oferecido respostas duradouras em meio à instabilidade financeira no país.

Agora, os pastores da região estão pedindo maior apoio para mais de tais abordagens inovadoras para o evangelismo.

"Aqueles que tentam novos métodos precisam de confiança e uma plataforma onde podem partilhar as suas experiências", disse Janos Kovacs-Biro, diretor da Associação Ministerial da Divisão Trans-Européia.

"Precisamos de muito incentivo da liderança da Igreja", disse Kovacs-Biro, acrescentando que a saúde, o descanso do sábado e a justiça social, tais como o tráfico humano e a violência doméstica, podem ser formas eficazes de se conectar com uma audiência secular.

Seminários de treinamento para pastores para aprender esses novos métodos de divulgação e de serviço devem estar entre "as prioridades máximas dos dirigentes denominacionais", ressaltou ele.

-- com participação de TEDnews

Voltar para a lista