Notícias

ADRA presta cuidados de saúde materna e treinamento de saúde no planalto tibetano da China

ADRA presta cuidados de saúde materna e treinamento de saúde no planalto tibetano da China

Um agente comunitário de saúde no planalto tibetano ocidental da China se reúne com moradores locais para realizar exames básicos de saúde. [fotos de cortesia da ADRA Internacional]

Programa mostra redução de complicações no parto, mortalidade infantil

September 18, 2012 | Silver Spring, Maryland, United States | ANN staff

A Agência Adventista Internacional de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais [ADRA] está ajudando a melhorar a saúde pré-natal e infantil em todo o planalto tibetano no oeste da China através da formação de profissionais de saúde voluntários.

A ADRA introduziu o programa comunitário de Saúde do Trabalhador na prefeitura de Zaduo há três anos, e os funcionários da agência dizem ter notado que as mulheres grávidas são agora mais abertas para receber os exames de saúde.

Anteriormente, uma mulher mais velha da aldeia iria informar o agente de saúde sobre as mulheres que estavam grávidas, que se tinha como assunto privado. Agora que os moradores viram uma diminuição de complicações em nascimento e morte infantil, as grávidas buscam os profissionais de saúde para os exames.

"Temos visto uma mudança na mentalidade das mulheres e seus maridos em procurar a agente comunitária de saúde, pedindo-lhe para estar presente no nascimento e convidando-a para o pós-parto", disse Christina Hudgins, diretora de desenvolvimento de clientela da ADRA.

A assistência médica no planalto tibetano é limitada. Quase todos os moradores são nômades criadores de Yak que moram em casa de um só cômodo ao longo do inverno, sob temperaturas abaixo de zero. De maio a agosto, muitos partem para  as montanhas onde seus iaques pode pastar.

Agentes comunitários de saúde, que são todas voluntárias do sexo feminino, recebem continuamente treinamento e visitam gestantes em suas casas cada mês.

Funcionários da ADRA China afirmaram que pretendem triplicar o número de mulheres e recém-nascidos a receberem serviços ao longo dos próximos cinco anos. A ADRA tem trabalhado na região desde 2004.

Para mais informações, visite ADRA.org.

Voltar para a lista