Notícias

Igreja Adventista lança comissão para estudar teologia da ordenação

Share |
Igreja Adventista lança comissão para estudar teologia da ordenação

Oficiais da Igreja Adventista aprovaram ontem uma comissão para estudar a teologia da ordenação. Acima, Artur Stele, que presidirá a comissão, dirige-se ao Concílio Anual do ano passado. [foto de arquivo da ANN]

Relatório esperado em 2014; decorre de pedido na Assembleia da Associação Geral de 2010

September 19, 2012 | Silver Spring, Maryland, United States | Ansel Oliver, Mark A. Kellner, and Elizabeth Lechleitner

Líderes da Igreja Adventista do Sétimo Dia votaram ontem estabelecer uma Comissão de Estudo da Teologia da Ordenação, com o objetivo de submeter um relatório ao Concílio Anual de 2014, uma reunião anual dos administradores da Igreja a nível mundial.



Quatro sessões das comissões, cada reunião devendo durar até três dias, irão preceder o relatório de outubro de 2014, disseram os líderes.  "Queremos um processo aberto", disse o Pastor Ted N. C. Wilson, presidente da Associação Geral dos Adventistas do Sétimo Dia, à Comissão Administrativa da denominação, ou ADCOM, antes da votação. "Queremos ouvir o que Deus e o Espírito Santo querem nos dizer, por meio de estudo da Bíblia, estudo do Espírito de Profecia, e de oração."

O voto de ontem vem um ano após a divulgação em 2011 de um roteiro para o processo de estudo. A reunião de oficiais denominacionais na ADCOM confirmou o esboço e propiciou termos de referência para a comissão de estudo.

A comissão é uma resposta direta a um pedido durante a Assembleia da Associação Geral de 2010 por um estudo abrangente, conduzido pela Igreja, quanto à questão da ordenação.

A Comissão Executiva da denominação no Concílio Anual de 2014 pode decidir recomendar medidas para a Assembleia da Associação Geral de 2015, em San Antonio, Texas.

A Comissão será composta de uma ampla gama de indivíduos, incluindo "mulheres, homens, jovens e velhos, membros, teólogos, estudantes da Bíblia, aqueles que escreveram ou falaram sobre o assunto e alguns outros”. A Comissão não terá nenhum oficial da Igreja a nível global a não ser o presidente, o vice-presidente e o secretário, mas os três diretores sendo membros ex-officio.  Wilson acrescentou: "Não há ninguém que queira fazer outra coisa a não ser a vontade de Deus".
 
O lançamento do painel vem na esteira de ações independentes tomadas por três das associações uniões da Igreja Adventista do Sétimo Dia. As uniões – Norte-alemã, Columbia e Pacífic - que votaram ordenar os candidatos pastorais sem consideração de gênero. Os líderes da Igreja a nível mundial pediram às uniões que se abstenham de tomar decisões nessa linha, até a formação da comissão e suas conclusões.

"Quando o processo começar, há duas questões que serão realmente estudadas", disse Artur A. Stele, diretor do  Instituto de Pesquisa Bíblica, da Igreja a nível mundial, que presidirá a nova comissão. "Número um, a teologia da ordenação, o que a ordenação é ou não é. Em seguida, o segundo, "Quais são as implicações para as práticas da Igreja, com ênfase especial na ordenação de mulheres?"

Nomes sugeridos para integrar a comissão foram solicitados aos membros da ADCOM como parte do processo de seleção. Os nomes dos membros da comissão não foram ainda divulgados, mas espera-se que, pelo menos, 24 membros do grupo de 102 pessoas sejam mulheres. Membros da ADCOM de diferentes pontos de vista expressaram agradecimento por uma lista equilibrada dos membros em potencial da comissão.

Espera-se que os membros representem uma perspectiva ampla do pensamento sobre a ordenação, e espera-se que também irão interagir num ambiente de discussão altamente respeitoso e espiritual. A comissão também irá incluir dois delegados de cada uma das 13 divisões da Igreja a nível mundial, que trabalharão com Comissões de Pesquisa Bíblica regionais no estudo.

Uma declaração oficial votada pela ADCOM enfatizou que, ao contrário de muitas comissões da Igreja, onde as ações são votados para aprovação ou não, os termos de referência do painel incluem "um objetivo de chegar a um consenso sobre tantos pontos quanto possível”. Onde as diferenças forem evidentes, serão cuidadosamente observadas para o relatório final ao Concílio Anual de 2014.

De acordo com o comunicado, "Através de fortes sessões de oração, estudo da Bíblia, estudo do Espírito de Profecia e a cuidadosa discussão resultante, a Teologia da Comissão de Estudo da Ordenação deve se concentrar em soluções que deem suporte à mensagem, missão e unidade da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Voltar para a lista