Notícias

Na Mongólia, evangelismo abre caminho para impulsionar a ‘Missão para as Cidades’ em 2013

Share |
Na Mongólia, evangelismo abre caminho para impulsionar a ‘Missão para as Cidades’ em  2013

Os participantes realizam um culto à luz de velas na noite final de uma série evangelística em Ulaanbaatar. Cerca de 100 pessoas decidiram unir-se à Igreja Adventista, que tem cerca de 1.700 membros na Mongólia. [fotos de cortesia NSD News]

Evangelismo abrangendo toda a cidade realizada em nove igrejas de Ulaanbaatar

September 28, 2012 | Silver Spring, Maryland, United States | Seong Jun Byun/ANN staff

Dirigentes adventistas do sétimo dia na Mongólia dizem que uma série de evangelismo de uma semana realizada em Ulaanbaatar no início deste mês sinaliza um novo enfoque em evangelismo urbano na região.



Cerca de 860 pessoas se reuniram em nove templos adventistas em Ulaanbaatar e arredores, de 15 a 19 de setembro, para uma série que explora como o adventismo oferece esperança para o futuro.

No fim de semana, os adventistas encerraram a série com mensagens do principal oficial da Igreja na região. Jairyong Lee, presidente da Divisão do Norte da Ásia-Pacífico, que supervisiona a obra na Mongólia, disse que unir-se à família adventista do sétimo dia foi "a melhor decisão de sua vida", durante o seu sermão de sábado.

Dirigentes da Igreja Adventista na Divisão disseram que as reuniões estabeleceram uma base na região para evento do próximo ano de alcance maior, em Tóquio. A capital do Japão é uma das 21 cidades-chave em todo o mundo onde os adventistas vão realizar eventos de evangelismo coordenado no próximo ano.

Chamada de Missão Para as Cidades, a iniciativa foi lançada pouco depois de o presidente mundial da Igreja Adventista, Ted N. C. Wilson, apelar à liderança da Igreja em todo o mundo para priorizar o evangelismo nos centros urbanos, onde a metade da população do mundo vive agora.

"Este evangelismo de abrangência a toda Ulaanbaatar foi um evento histórico que reavivou as nossas igrejas na Mongólia através de missão e evangelização", disse Lee.


 
A série resultou em 246 estudantes da Bíblia concluindo um curso por correspondência oferecido por transmissão de rádio adventista e Escola Bíblica de A Voz da Profecia, um ministério de apoio da denominação. Mais de 100 participantes decidiram unir-se à Igreja Adventista através do batismo.

Dirigentes da Igreja na Mongólia disseram que o resultado foi significativo, especialmente num país cujos cidadãos são em grande parte ambivalentes em relação ao cristianismo.

Missionários adventistas foram pela primeira vez para a Mongólia, em 1990, logo após o fim do regime socialista ter aberto o país à expressão religiosa. Hoje, cerca de metade dos mongóis são budistas, com mais de um declarando-se ateus. A Igreja Adventista continua a crescer na Mongólia, com cerca de 1.700 membros adorando no país.

"Durante a semana passada, vimos o envolvimento de membros de nossa Igreja, missionários e todos os pastores e líderes [regionais] trabalhando juntos para realizar algo grande para Deus", disse Elbert Kuhn, diretor do Campo Missionário da Mongólia, da IASD.

"Estamos muito felizes, mas não queremos parar por aqui. Queremos reavivar-nos em primeiro lugar e, em seguida, avançar para compartilhar a esperança que temos em Jesus Cristo ", disse Kuhn.

Voltar para a lista