Notícias

ADRA participa de socorro a vítimas do terremoto na Guatemala

Share |
ADRA participa de socorro a vítimas do terremoto na Guatemala

Abílio Cima (no centro, atrás), tesoureiro da Igreja Adventista na Guatemala, com seis familiares que perderam seus entes queridos durante um recente terremoto. Famílias de sobreviventes receberam fundos para ajudá-los com as mortes de seus familiares. [foto de cortesia da União da Guatemala]

Vários membros da Igreja Adventista entre os 52 mortos

November 15, 2012 | Concepción Chiquirichapa, Quetzaltenango, Guatemala | Libna Stevens/IAD/ANN

A Igreja Adventista do Sétimo Dia na Guatemala está de luto pela perda de cinco dos seus membros, incluindo um ancião da igreja depois que um terremoto de 7,2 graus de magnitude sacudiu a parte ocidental do país na semana passada. O número de mortos é agora de 52, e mais de 2.600 casas foram destruídas.



Dirigentes da Igreja informaram que seis igrejas foram destruídas, 15 membros perderam suas casas e mais de 100 casas de membros sofreram danos. "Estamos profundamente tristes pelas famílias que perderam seus entes queridos e alguns dos nossos líderes da igreja", disse Guenther Garcia, presidente da IASD na Guatemala.

Uma testemunha ocular disse que Juan Perez Lopez, primeiro ancião da Igreja Adventista de Tupox, em Concepción Chiquirichapa, na província de Quetzaltenango, foi com seu pai Guillermo recolher areia com o seu caminhão do lado de uma montanha, quando o terremoto de 7 de novembro ocorreu.

O deslizamento de terra resultante sepultou Juan e seu pai. O irmão de Perez, Augusto, dois outros membros da igreja e vários outras pessoas tentaram livrá-los do soterramento quando um choque posterior provocou outro deslizamento de terra que matou todos eles, incluindo os que foram em seu socorro.

Abílio Cima, tesoureiro da Igreja na Guatemala, visitou as famílias dias depois e participou da cerimônia fúnebre na Igreja Adventista de Tupox. Ele disse que as famílias da igreja não perderam a esperança.

Kevin Perez, de 18 anos, irá sustentar e cuidar de seus quatro irmãos mais novos, agora que perderam seu pai e avô. "Nós não estamos sozinhos, temos uma grande família da Igreja Adventista, então é como se Deus está conosco, nos dando apoio e consolando-nos", disse Kevin.



Os desafios da Igreja na Guatemala, em meio a este desastre são tremendos, disse Garcia. "Há milhares de famílias vivendo em abrigos, centenas de casas destruídas e milhares de pessoas afetadas. Acrescente-se a isso as temperaturas de congelamento e sua necessidade de aquecimento, comida e um teto sobre suas cabeças", disse ele.

A Divisão Interamericana da Igreja Adventista liberou verbas de emergência para ajudar a fornecer alimentos e cobertores para as famílias adventistas afetadas, disse Garcia.

A Comissão Nacional para a Redução de Desastres (CONRED) informou que mais de 1,2 milhões de pessoas foram afetadas pelo terremoto, com mais de 12.000 casas destruídas ou danificadas, cerca de 18.700 pessoas evacuadas e mais de 6.200 em 64 abrigos. Equipes adventistas de resgate prestaram assistência na avaliação inicial dos danos.

A Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) na Guatemala já começou a distribuir provisões de emergência para cerca de 560 famílias com recursos fornecidos pela ADRA Internacional e ADRA Inter-América, disse Gustavo Menéndez, diretor da ADRA Guatemala.



Além disso, a ADRA Guatemala e a Igreja Adventista no país lançaram uma campanha nacional de coleta de alimentos em cerca de 900 templos adventistas por todo o país, Menéndez disse.

A Guarda Nacional da Guatemala se juntou aos esforços tendo entregue dois caminhões de alimentos para a ADRA que dezenas de membros voluntários adventistas começaram a distribuir, Menendez disse.

O terremoto de 7 de novembro é o mais forte a atingir Guatemala desde o terremoto de 1976, que matou mais de 24.000 pessoas.

Para saber mais sobre a resposta ao terremoto pela ADRA e pela Igreja Adventista do Sétimo Dia na Guatemala, visite www.uniondeguatemala.org.

Voltar para a lista