Notícias

Na Coréia do Sul, a "Igreja do Amor" revela rápido crescimento graças ao ministério pelos sem-teto

Share |
Na Coréia do Sul, a "Igreja do Amor" revela rápido crescimento graças ao ministério pelos sem-teto

Lee Young Hwa dirige um ministério para pessoas sem-teto na igreja de Minlak, em Uijeongbu (Coreia do Sul). Os líderes da Igreja dizem que o ministério deu nova vida à congregação. [fotos cortesia da União da Coreia]

January 11, 2013 | Uijeongbu, Gyeonggi, South Korea | Korea Union and ANN staff

Quatro anos atrás, dois moradores de rua ingressaram na igreja adventista de Minlak sujos e cheirando a álcool. Os dois se assentaram sem ninguém querer ficar muito perto deles.



Apesar disso, os presentes recordaram o versículo bíblico que diz: "Ame o seu próximo como a si mesmo", e se deram conta de que o tratamento que estavam dispensando a esses visitantes não concordava com os termos do texto.

Mas agora, a atmosfera da igreja mudou nessa congregação da cidade de Uijeongbu, na região norte, não muito distante da capital coreana, Seul. A igreja tem um serviço especial chamado de "Igreja do Amor", dedicado a servir às necessidades dos desabrigados. A congregação de 120 membros agora recebe outras 50 para esse encontro especial. A "Igreja do Amor" recebe cerca de 20 novos membros, em média, a cada ano que se unem à denominação através do batismo.

Lee Young Hwa, que é o ancião da igreja encarregado desse serviço, diz que a "Igreja do Amor" precisa de encorajamento e também de devido acompanhamento. A cada semana dá assistência e registra o progresso de cada pessoa. Também tira uma foto do rosto de cada pessoa e deixa em registro suas consultas e procura de emprego, bem como de suas economias e contribuições.

"Quando damos às pessoas o de que elas precisam, elas confiam em nós", diz Lee. "Creio que este é o método de Cristo para ajudar os outros".

Lee, de 58 anos de idade, tornou-se o ancião respeitado do grupo, e diz que sente que pode se conectar com eles como resultado de suas próprias lutas que, no entanto, não são tão graves. Durante anos ele trabalhou como consultor de marketing, tanto em Nova York quanto em Seul. Mais tarde, começou a sua própria empresa, mas não se deu bem e, em seguida, caiu em depressão profunda. Foi durante esse período de desânimo que leu seis vezes o livro "O Desejado de Todas as Nações". Esse livro é um dos mais destacados títulos de Ellen White, uma das fundadoras da Igreja Adventista.



Os membros ajudam agora aos que assistem a "Igreja do Amor" recomendando-lhes ofertas de trabalho e estudando a Bíblia com eles.

"A ajuda aos sem-teto, através da "Igreja do Amor" motivou toda a congregação", diz Gil Jong Chul, pastor-associado. "Os corações de muitos foram tocados por esse serviço altruísta. Então, muitos voluntários vieram para ajudar”.

Gil disse que o projeto não teria surgido sem o serviço de Lee.

"Através de seu esforço, dedicação, sacrifício e persistência, ele foi capaz de trazer muitas pessoas para Deus", disse Gil.

Este ano, Lee planeja começar uma organização chamada "O Farol", que vai prestar assistência às pessoas da comunidade próxima.

Voltar para a lista