Notícias

Primeiro Simpósio de Liberdade Religiosa em Guadalupe desperta engajamento cívico

Share |
Primeiro Simpósio de Liberdade Religiosa em Guadalupe desperta engajamento cívico

Ganoune Diop, à esquerda, diretor-associado de relações públicas para a Igreja Adventista a nível mundial, oferece um presente a Josette Borel-Lincertin, presidente do Conselho Regional de Guadalupe, num simpósio de liberdade religiosa no início deste mês.

Líderes instam a mais diálogo com o governo local e grupos religiosos

January 22, 2013 | Pointe-à-Pitre, Guadeloupe | ANN staff

Líderes de relações públicas dos adventistas do sétimo dia proclararam o primeiro simpósio de liberdade religiosa da Igreja em Guadalupe como um modelo de engajamento cívico para regiões ao redor do mundo.

No início deste mês, cerca de 800 pessoas participaram de um simpósio de três dias nessa ilha do Caribe, com os líderes adventistas continuando a exortar os pastores e administradores locais a deliberadamente prosseguirem o diálogo com oficiais do governo e outros grupos religiosos.

Estavam presentes pastores, oficiais de igrejas locais e líderes do governo, incluindo a representante oficial mais graduada da Ilha, Victorin Lurel, presidente do Conselho Regional de Guadalupe. Guadalupe é um departamento da França.

"Cremos que um simpósio como este é um modelo para mais associações e uniões da Igreja Adventista se organizarem localmente", disse Ganoune Diop, diretor-associado do Departamento de Relações Públicas e Liberdade Religiosa (PARL) na sede mundial da denominação.

"Queremos que as pessoas conheçam melhor quem são os adventistas do sétimo dia são e estejam cientes de suas contribuições para a comunidade", disse Diop, que também serve como elemento de ligação da Igreja com as Nações Unidas.

Roberto Herrera, diretor do PARL para a Divisão Inter-Americana, da denominação, disse que espera que o evento estimule mais compromisso em favor de todas as congregações para a compreensão da importância de promover a liberdade religiosa. É também uma oportunidade de promover o compromisso da Igreja com a educação, saúde e assistência humanitária, bem como capacitar as mulheres e crianças.

Guadalupe há muito tempo mantem um forte sentimento de liberdade religiosa, disse Max Laurent, presidente da Igreja Adventista da União das Antilhas e Guiana Francesas, que supervisiona Guadalupe. Um desafio, no entanto, é que os estudantes secundários adventistas periodicamente enfrentam problemas com aulas e exames realizados aos sábados, dia que os adventistas observam como dia de respouso bíblico.

Laurent disse que os líderes da Igreja em Guadalupe iriam continuar a dialogar com os líderes do governo e oficiais educacionais em nome de seus alunos.

A Igreja Adventista vai realizar uma celebração de liberdade religiosa no final deste ano na Martinica, de abrangência para toda a União.

Voltar para a lista