Notícias

Milhares de jovens adventistas marcham através da ponte de Brooklyn contra a violência

Share |
Milhares de jovens adventistas marcham através da ponte de Brooklyn contra a violência

Jovens adventistas marcham pela Ponte do Brooklyn, no sábado 23 de março num apelo à compaixão e fim da violência. [fotos por Dawin Rodriguez]

March 29, 2013 | Brooklyn, New York, United States | Kimi-Roux James/ANN staff

Mais de 3.000 jovens adventistas do sétimo dia e simpatizantes marcharam através da ponte de Brooklyn em Nova York no último sábado numa manifestação pedindo compaixão e fim à violência.

Cada participante usava uma camiseta vermelha e branca que trazia o contorno de um coração formado pelas mãos. O slogan da camiseta dizia: "Compaixão: Porque ações falam mais alto do que palavras."



O evento fez parte de um evento de jovens e de serviço comunitário intitulado “Fim de Semana da Compaixão”, patrocinado pela Igreja Adventista. A marcha foi precedida por uma conferência de imprensa em Cadman Brooklyn Plaza e atraiu líderes da Igreja e representantes do governo.

"Hoje, gostaríamos de chamar os líderes ... as famílias, as escolas e as igrejas de Nova York para começar um movimento de compaixão", disse José Cortez Jr., diretor de jovens da Igreja Adventista da União do Atlântico.

"É nossa decisão levar este movimento a todo o Nordeste do nosso país e replicá-lo por todo o mundo por outros jovens e jovens adultos adventistas", disse ele.

A congressista e nativa do Brooklyn, Yvette Clarke, que representa o Distrito 9 de Nova York, elogiou a Igreja Adventista do Sétimo Dia por encorajar os jovens a demonstrar compaixão com base no que aprendem em suas congregações.

"Esta marcha é sobre as pessoas entenderem que a violência não é a resposta; que podemos discordar sem ser violentos, que podemos resolver o conflito sem causar dano, morte e comprometimento, que através do amor, através da compaixão, toda a violência pode ser superada", Clarke disse na conferência.



Os participantes marcharam pela ponte em Manhattan e pararam em frente da Prefeitura para brevemente orar pela cidade de Nova York e pelos funcionários do governo. Prosseguiram com a marcha através da área baixa de Manhattan, e terminaram na praça Foley.

Separadamente, Ricardo Bain, pastor do Templo de Fé de Queens, liderou um grupo de cerca de 400 jovens adventistas na realização de uma manifestação na Times Square. Os participantes emergiram da multidão a entoaram as palavras: "Eu sou as mãos de Jesus, eu compartilho o amor de Jesus". "Ó, como eu amo a Jesus". A manifesação fincou com os jovens dispersando-se em pequenos grupos  para orar com os transeuntes.

O presidente da União do Atlântico, Don King, disse que o evento é uma prévia para mais de 400 reuniões evangelísticas que ocorrerão dentro e ao redor da cidade de Nova Iorque durante os próximos oito meses. As reuniões fazem parte da iniciativa NY13 da Igreja Adventista para alcançar áreas urbanas com o evangelho.

O Fim de Semana da Compaixão na Cidade de Nova York é a primeira de uma série de concentrações públicas anuais da Igreja Adventista na região Nordeste dos EUA.

Voltar para a lista