Notícias

Na China, projeto de energia renovável lida com crescente problema do lixo

Share |
Na China, projeto de energia renovável lida com crescente problema do lixo

Humanitários adventistas na China estão estudando a viabilidade de construção de usinas de biomassa em Chengdu, onde um crescente problema de lixo confronta funcionários locais que lutam para obter soluções. A partir da direita: Marcel Wagner, gerente de projeto; Linda Zhu, diretora da ADRA China; Arthur Wellinger, presidente da Associação Europeia de Biogás, com representantes da Universidade de Pequim e do Ministério de Ciência e Tecnologia da China. [foto de cortesia da ADRA Suíça]

Usinas de biomassa em Chengdu para gerar eletricidade

May 07, 2013 | Silver Spring, Maryland, United States | APD/ANN staff

O braço humanitário da Igreja Adventista do Sétimo Dia está desenvolvendo planos para a construção de usinas de biomassa em Chengdu, capital da província de Sichuan, no sudoeste da China.



Como uma fonte de energia renovável as usinas de biomassa convertem lixo orgânico em biogás e energia elétrica. Representantes da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) na Suíça e China dizem que um recente giro para estudo de viabilidade com as autoridades locais e Arthur Wellinger, presidente da Associação Europeia de Biogás, foi produtivo. O grupo de estudo foi capaz de avaliar a cadeia local de resíduos e colher amostras para uma análise mais aprofundada, disse o gerente do projeto, Marcel Wagner.

“O projeto ainda está bem no início, mas as portas estão abertas”, disse Wagner, acrescentando que os próximos passos envolvem a elaboração de um plano de negócios detalhado, a proposta do projeto e contrato para os potenciais investidores e parceiros.

Os relatórios indicam que cerca de 5.000 toneladas de lixo são recolhidas diariamente em Chengdu. Para reduzir a contaminação do solo e da água, e evitar o uso de valiosos terrenos agrícolas para os aterros sanitários, os funcionários estão cada vez mais se voltando para novos métodos de reciclagem.

A China já opera usinas de biomassa em várias províncias. Até agora, as usinas operam apenas através da queima de lixo orgânico seco, tais como lascas de madeira, galhos e folhas. Resíduos orgânicos úmidos de cozinhas, frigoríficos e restaurantes, estimadamente constituem 60 por cento de todos os resíduos orgânicos, e muitas vezes permanecem sem tratamento. Representantes da ADRA China dizem que esse lixo ainda não utilizado tem potencial para gerar biogás e adubo orgânico.
 
“Esta é a primeira incursão da ADRA em energia renovável”, disse Crister DelaCruz, diretor de Marketing e Comunicação da ADRA Internacional. “Esperamos que este projeto represente uma nova trajetória para a ADRA. Claro que vamos continuar a resolver os problemas sociais tradicionais da fome, da saúde e de ajuda humanitária, mas preservar o meio ambiente é uma grande preocupação para a geração atual, e queremos lidar com isso”.

Talvez o mais significativo, DelaCruz disse, é que cuidar do meio ambiente representa “a expressão máxima de mordomia “, especialmente durante num ano em que a Igreja Adventista está comemorando o poder criativo de Deus.

Voltar para a lista