Notícias

Serviço comunitário dá início a conferência mundial da juventude adventista na África do Sul

Share |
Serviço comunitário dá início a conferência mundial da juventude adventista na África do Sul

Samantha Lee, de 21 anos, de Sydney, Austrália, ofereceu-se como voluntária na semana passada com amigos para ensinar crianças no Centro Cristão de Crise, em Kameeldrift, África do Sul, como parte da conferência de jovens da Igreja Adventista a nível mundial. “As crianças adoraram a câmera”, disse ela.

3.100 jovens e jovens adultos comparecem à cerimônia de abertura em Pretória

July 08, 2013 | Pretoria, South Africa | Ansel Oliver/ANN

A australiana Samantha Lee passou a última semana aqui na África do Sul trabalhando num lar para órfãos e crianças sem-teto, dizendo que a semana de serviço foi um presente para si mesma -- uma viagem para comemorar o seu 21 º aniversário. “Eu queria ir a algum lugar para ajudar alguém, não somente ter um feriado para mim”, disse ela.



Lee, que passou a semana com amigos que trabalham no Centro Cristão de Crise, em Kameeldrift, é uma dentre mais de 1.000 jovens adventistas que vieram de todo o mundo para a semana de abertura da conferência mundial da juventude da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

O “Impacto à África do Sul: 3 ª Conferência Mundial Sobre Juventude e Serviços à Comunidade” ocorre de 8 a 13 de julho e apresenta uma semana de projetos de serviço, seguidos por sessões gerais e devocionais à noite. Na semana passada, os voluntários atuaram em 60 projetos diferentes ao longo de Capetown, Soweto e aqui na capital, Pretória.

“As pessoas tiveram um tempo maravilhoso servindo e causando um impacto real por todo o país”, disse o diretor do Ministério de Jovens Adventistas, Gilbert Cangy.

Simone Thiel, de 18 anos, da Alemanha, descreveu a experiência como “a melhor semana da minha vida”. Ela disse que ela e um grupo da Alemanha pintaram uma igreja em Dobsonville, em Soweto, e trabalharam num orfanato. A melhor parte, segundo ela, foi hospedar-se na casa de membros da Igreja. “Na Alemanha é impossível que 50 pessoas tenham refeição num quarto. É muito pequeno lá e normalmente gostamos de ter nosso espaço”.

Lindsay Foolchand, um guia turístico de 30 anos de idade, da ilha de Maurício, trabalhou em Soweto cozinhando e lavando roupas numa casa para deficientes. Ele apreciou especialmente o estilo adventista local de louvor e adoração. “Era tão intenso, partindo do coração. Muito diferente do que estamos acostumados”, disse ele.



Stefania Sandoval, uma engenheira de 25 anos de idade, da Venezuela, coletou roupas e alimentos para famílias carentes e reparou o assoalho de um dormitório da escola em Heidelberg. “Foi a nossa primeira vez”, disse ela a respeito de assentar piso de cerâmica. “Tivemos que aprender. Mas todo mundo estava feliz”.

Tapuwa Taps Mathiba, de 16 anos, da África do Sul, trabalhou com um grupo para produzir uma Escola Bíblica de Férias para 30 crianças na cidade de Tembisa. Ele também ajudou a remodelar uma casa decadente em Mamelodi. “Não creio que alguém poderia viver dentro de uma residência assim”, disse ele a respeito da casa de dois quartos, que abrigava uma família de oito.

Armando Miranda, um vice-presidente mundial da Igreja Adventista, supervisionou 11 projetos em Capetown. Ele disse que um grupo de australianos, canadenses e russos trabalhou limpando uma área pobre da cidade e ensinando as crianças a manter a área limpa. “Foi muito importante porque envolveu a comunidade”, disse Miranda. “Foi uma experiência maravilhosa para todos e eles fizeram um monte de amigos”.



A cerimônia de abertura desta noite reuniu cerca de 3.100 jovens de 97 países no Centro de Convenções e Hotel Saint George. A noite começou com um desfile das nações, cada país representado por um porta-bandeira usando um traje nacional. Os participantes no auditório lotado esforçavam-se para ver, muitos segurando câmeras e tablets para captar a ação no palco.

No fundo da sala, enquanto um coral africano interpretava “Amém” com movimentos rítmicos, Jania Betlinski, de 32 anos, do estado de Oregon, Estados Unidos, assistiu de uma borda. “Estou muito surpresa”, disse ela, “porque eu não imaginava que seria assim -- todas essas cores e música. É maravilhoso”.

Os participantes foram recebidos por Irvin Khoza, presidente da Liga de Futebol de Primeira Linha na África do Sul, que expressou sua gratidão à Igreja Adventista para a sua promoção. O ex-líder dos Ministérios de Jovens, Baraka Muganda, originário da Tanzânia, foi homenageado por seu serviço. E o prefeito Kgosientso Ramokgopa, da cidade de Tshwane, convidou os  participantes a incluírem em suas orações o ex-presidente Nelson Mandela, que, ele disse, estava internado num hospital a 10 km de distância.

Cangy, diretor de Ministérios da Juventude, dirigiu-se aos participantes, citando o tema do encontro: “Jesus está na cidade porque você está na cidade”, disse ele, antes de declarar a conferência oficialmente aberta.

Voltar para a lista