Notícias

Presidente adventista exorta a maior envolvimento e revela quatro preocupações

Share |
Presidente adventista exorta a maior envolvimento e revela quatro preocupações

Adventist Church President Ted N. C. Wilson delivers a State of the Church address to viewers in a video released today.

Num discurso sobre o estado da Igreja, Wilson apresenta mensagem num vídeo

November 14, 2013 | Silver Spring, Maryland, Estados Unidos | ANN staff

O presidente mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia, Ted N. C. Wilson, divulgou hoje um discurso sobre o Estado da Igreja em que ofereceu dados atualizados da denominação em sua missão e aumento de membros, bem como destacou preocupações, incluindo a falta de envolvimento e a desunião.

O discurso anual mais importante do presidente da Igreja Adventista tem sido tradicionalmente apresentado como o sermão do sábado durante o Concílio Anual, uma reunião de cerca de uma semana da Comissão Executiva da denominação. Mas Wilson dirigiu sua mensagem diretamente aos telespectadores de vídeo que se acredita ser o primeiro do tipo para um presidente da Igreja Adventista .

Wilson disse que “reavivamento” deve ser prioridade da Igreja, citando a co-fundadora da Igreja Adventista, Ellen G. White, que uma vez escreveu: “Um reavivamento da verdadeira piedade entre nós, eis a maior e a mais urgente de todas as nossas necessidades”. 

Ele também passou em revista diversas iniciativas que foram lançadas desde que se tornou presidente em 2010, incluindo a iniciativa de oração 777, que lembra aos membros de orarem por um reavivamento às 7:00 da manhã e 7:00 da tarde; o Projeto Grande Conflito, que já distribuiu mais de 140 milhões de examplares do livro de White “O Grande Conflito”, e o recente lançamento de um ministério de saúde abrangente a nível mundial.

“Deus está fazendo tanto nesta Igreja que, às vezes, me deixa atônito”, disse ele.

Wilson passou a explicar o que considerou quatro “doenças espirituais” que afetam algumas pessoas na Igreja Adventista:

• A perda da identidade adventista do sétimo dia entre alguns pastores e membros.

• A “crescente onda de mundanismo” em muitas igrejas adventistas.

• O “perigo de desunião”.

• a apatia espiritual e falta de envolvimento.

“Muitos de nossos pastores e membros têm falhado em reconhecer o divino chamado profético que Deus nos deu como Igreja, ou se esqueceram disso”, disse Wilson.

Quanto ao “mundanismo” entrando na Igreja, Wilson disse: “Os padrões que antes eram entesourados pelos adventistas do sétimo dia nas áreas de alimentação e vestuário, recreação e diversão, observância do sábado, estão rapidamente se tornando coisas do passado”. 

Wilson lamentou que o compromisso histórico da Igreja para uma vida saudável não foi acatado por muitos membros. “Quando a mensagem adventista de saúde, que muitas pessoas de coração honesto em todo o mundo estão adotando, é tornada de nenhum efeito, ou considerada legalismo ou fanatismo, em vez de um presente glorioso de um Criador amoroso, alguma coisa está tragicamente errada”.

Em relação à unidade da Igreja, novamente ele citou White, que disse: “A união faz a força da Igreja”.

Wilson disse que Deus deu à Igreja Adventista uma “organização divinamente inspirada e “acordos mútuos chamados praxes da Igreja”, que ajudam a manter a Igreja unida”, como uma família mundial”.

Mais tarde, ele acrescentou: “Oro para que cada um de nós deixe de lado nossas opiniões pessoais para o bem do corpo de Cristo, e que, em conjunto, marchemos para o reino de Deus.

Em relação a apatia espiritual, Wilson disse que os membros da Igreja não iriam crescer espiritualmente sem a participação ativa na vida da Igreja e atividades de serviços. “Nós temos que examinar nossas vidas para ter certeza de que Deus está trabalhando em nós de uma maneira vital, e digo isso para mim próprio, também.

“Irmãos e irmãs, apelo a vocês, como apelaria ao meu próprio coração, para que façam uma consagração plena, completa, total a Cristo”, disse Wilson, antes de terminar o seu discurso com uma oração pedindo a Deus que abençoe os membros da Igreja Adventista e outros que estão em busca das “verdades da Bíblia”.

Voltar para a lista