Notícias

Orçamento adventista mundial para 2014: missão, apoio administrativo, auditoria expandida

Share |
Orçamento adventista mundial para 2014: missão, apoio administrativo, auditoria expandida

Numa entrevista, o sub-tesoureiro da Igreja Adventista, Juan R. Prestol, ofereceu uma visão ampla do Orçamento Mundial da Associação Geral Para 2014. Acima ele se dirige à Comissão Executiva da denominação, em outubro. Este é o quinto ano consecutivo que a RAN disponibiliza o orçamento total para os leitores passarem em revista. [foto de arquivo da ANN por Brandan Roberts]

Destaques do orçamento de 180 milhões dólares da sede; orçamento completo, a pedido

December 27, 2013 | Silver Spring, Maryland, Estados Unidos | Ansel Oliver/ANN

O orçamento para 2014 da sede mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia para financiar a obra missionária e para apoio administrativo fora da América do Norte, bem como para o funcionamento do edifício-sede.

O orçamento mundial da Igreja Adventista, este ano, de cerca de 180 milhões de dólares, aloca (em dólares): 

    $ 46,2 milhões para custos operacionais, salários e programas do edifício da sede mundial

    $ 44 milhões em dotações para os campos fora da América do Norte.

    $ 33 milhões em subsídios a instituições.

    $ 29,3 milhões para missionários e funcionários servindo em outras Divisões.

    $ 14,6 milhões em fundos administrados pela sede.

    $ 12 milhões para o Serviço de Auditoria da Associação Geral.

Um oficial de finanças da Igreja Adventista ressaltou que o orçamento mundial de 180 milhões de dólares só inclui itens relativos à sede, e dotações para campos mundiais da denominação. O orçamento mundial não inclui as rendas registradas ou orçamentos para as suas 13 Divisões ou respectivas unidades administrativas locais e congregações (a Igreja Adventista a nível mundial recebe mais de US $ 2 bilhões em dízimo anualmente). Muitas unidades administrativas locais podem optar por reportar seu próprio orçamento de forma semelhante.

Os custos operacionais para a sede da denominação em Silver Spring, Maryland, Estados Unidos, limitam-se a 2 por cento dos dízimos de todo o mundo, e novamente se espera que opere significativamente abaixo desse teto. “Temos conseguido operar abaixo desse teto por décadas, disponibilizando mais recursos para os campos do mundo”, disse Juan R. Prestol, sub-tesoureiro da Igreja Adventista a nível mundial.

Prestol disse que o orçamento de 2014 representa um “padrão exploratório”, devido ao reajuste nos percentuais de dízimos da América do Norte, uma decisão aprovada pela Comissão Executiva da denominação em 2012.

Até 2012, a Divisão Norte-Americana contribuía com 8 por cento dos seus dízimos para o Orçamento Mundial da AG, enquanto as outras 12 Divisões contribuíam cada uma com 2 por cento. O voto de 2012 reduziu a contribuição percentual dos dízimos da América do Norte a 6 por cento, o que seria implementado ao longo de vários anos. Os dízimos da América do Norte são de quase U$ 1 bilhão, e o ajuste contínuo para 2014 significa uma redução de cerca de U$ 10 milhões, disse Prestol.

Divisões beneficiárias fora da América do Norte têm alocações de dotações entre 1,3 milhões e 4,9 milhões dólares. O orçamento de 2014 também inclui um aumento de 2 por cento sobre os níveis de dotações de 2013.

“Todos os anos nunca deixamos de dar aumentos modestos de dotações para as Divisões e as instituições”, disse Prestol. “Mesmo em 2008, quando enfrentamos a recessão mundial, da qual  não estamos completamente fora, o orçamento da Associação Geral representa um aumento modesto e recursos medidos para continuar com os programas”.

Em 2008, a Comissão Executiva votou que a Divisão Inter-Americana, Divisão Sul-Americana e a Universidade Loma Linda recebessem dotações decrescentes entre 2010-2014, com os montantes restantes indo para outras regiões e instituições.

Os US $ 12 milhões destinados ao Serviço de Auditoria da Associação Geral (sigla original GCAS) representam uma expansão de suas atividades para cobrir auditorias não realizadas anteriormente em certas regiões, disse o diretor da GCAS, Paul Douglas. Subsídios serão fornecidos a uma taxa de 80 por cento do custo de auditoria de uma entidade do tipo baseada em dízimos, e 20 por cento para o custo de auditoria de uma entidade do tipo não baseada no dízimo. As porções não abrangidas por subsídios da Associação Geral serão repassadas ​​às respectivas Divisões, que pela primeira vez vão compartilhar os custos das auditorias a serem realizadas em seu território.

Pela primeira vez, a Divisão Norte-Americana em 2014 receberá uma apropriação—de 279.000 dólares--para ajudar a administrar a Missão Guam-Micronésia, que até dois anos atrás fazia parte da Divisão Sul da Ásia-Pacífico.

Outras dotações relevantes identificadas no âmbito do orçamento da Associação Geral para 2014 incluem (em dólares):

    $ 7,6 milhões para a Universidade Loma Linda

    $ 5,5 milhões para a revista ‘Adventist World’

    $ 5,3 milhões para a Universidade Andrews

    $ 4,9 milhões para a Hope Channel (estação de TV da denominação)

    $ 2,5 milhões para os Depositários de Ellen G. White

    $ 2,4 milhões para a Rádio Mundial Adventista

    $ 1,5 milhões para subsídios a publicações

    $ 1,4 milhões para a Assembléia da Associação Geral de 2015

    $ 1,3 milhões para Universidade Oakwood

    $ 1,2 milhões para o Instituto Internacional Adventista de Estudos Avançados

    $ 1,2 milhões para o Instituto de Pesquisa em Geociência

    $ 1,1 milhão para a Universidade Adventista da África

Para ver uma cópia completa do orçamento mundial da Associação Geral como uma planilha do Excel, por favor, envie uma solicitação para o editor da RAN em adventistnews(at)gc.adventist(dot)org.

Voltar para a lista