Notícias

No Brasil, os adventistas preparam-se para serviço e evangelização durante a Copa do Mundo

Share |
No Brasil, os adventistas preparam-se para serviço e evangelização durante a Copa do Mundo

Os adventistas no Brasil estão treinados para oferecer ministério aos torcedores na Copa do Mundo, quando as partidas começarem em 12 de junho.

Campanha de oração online focalizando países representados no torneio

May 30, 2014 | Brasília, Brasil | Felipe Lemos/ASN e Ansel Oliver/ANN

Quando os holofotes se acenderem e multidões vierem ao Brasil no próximo mês para a Copa do Mundo da FIFA 2014, os adventistas do sétimo dia locais têm um plano para evangelização num esforço para atender os torcedores de futebol internacionais, com serviço e ministério.
 
Eles não estarão sozinhos. Cada tipo concebível de grupo pode ser visto em grandes reuniões mundiais para promover sua causa. Mas os adventistas no Brasil dizem que seus planos para serviço—de uma iniciativa intitulada “Esperança Brasil”—tem o objetivo de ir além de simplesmente distribuir folhetos ou vender bugigangas.
 
A Copa do Mundo, que começa 12 de junho, deve atrair centenas de milhares de espectadores de todo o mundo para o Brasil, onde o esporte do futebol internacional é altamente reverenciado. Muitas escolas e empresas locais irão fechar durante o torneio de 32 dias.
 
A Igreja Adventista no Brasil vai mobilizar os jovens e jovens adultos em cada uma das 12 cidades que terão partidas. Perto dos estádios os membros irão distribuir água, realizar concertos musicais e oferecer exposições sobre saúde. Estudantes de turismo adventistas vão oferecer orientações e informações sobre suas cidades aos transeuntes. Os membros também vão planejar participação em campanhas de doação de sangue.
 
Os adventistas também vão distribuir dois tipos de literatura: 1 milhão de exemplares do livro adventista, “A Única Esperança”, escrito pelo evangelista adventista Alejandro Bullón, e uma revista sobre as vítimas do turismo sexual, que é o tema da Divisão Sul-Americana deste ano segundo campanha em curso de conscientização quanto aos abusos “Quebrando o Silêncio”.
 
Areli Barbosa, diretor de jovens da Divisão Sul-Americana da Igreja Adventista , disse que as atividades foram projetadas para o serviço e não para apoiar a Copa. “É importante ressaltar que essas não são ações para trazer pessoas aos estádios ou promover o futebol”, disse Barbosa. “Estamos desfrutando de uma grande oportunidade no Brasil para falar de Cristo de maneiras diferentes”.
 
A Igreja Adventista no Brasil também vai sediar uma campanha de oração on-line para orar pelos 32 países representados na Copa. A cada dia, os organizadores da campanha “Brasil Esperança” designarão um país representado e orarão pelos seus cidadãos e os projetos e organizações adventistas que ali operam.
 
A campanha de oração começará no primeiro dia de jogo, 12 de junho, nos sites adventistas.org/pt/ esperancabrasil e facebook.com/IgrejaAdventistadoSetimoDia.
 
Gilbert Cangy , diretor do departamento de Ministérios da Juventude da Igreja Adventista a nível mundial, elogiou os organizadores do projeto “Esperança Brasil”, dizendo que é uma tradição da Pastoral Juvenil tirar proveito de oportunidades de ministério em grandes encontros internacionais, como os Jogos Olímpicos.
 
“Estamos encorajados a orar para que as portas se abram para a proclamação da mensagem e para tirar o máximo proveito de cada oportunidade”, disse Cangy . “A Copa do Mundo oferece outra oportunidade dessas para a nossa juventude ir a público por Jesus de forma criativa, e na hora marcada o céu manifestará o seu impacto eterno na vida das pessoas”.

Voltar para a lista