Notícias

Raafat Kamal é eleito presidente da Divisão Trans-Europeia

Share |
Raafat Kamal é eleito presidente da Divisão Trans-Europeia

O novo presidente da Divisão Trans-Europeia, Raafat Kamal, na foto com a esposa, Heidi Kamal Kendel, diz que um declínio espiritual acompanhado por um crescente materialismo na Europa apresentam um desafio aos adventistas. [Foto de cortesia TED]

Substituindo Wiklander, Kamal diz que vai buscar novas maneiras de compartilhar o evangelho numa Europa cada vez mais secularizada

July 10, 2014 | Genebra, Suíça | Andrew McChesney/Adventist Review

Raafat Kamal, que foi eleito nesta quinta-feira como o próximo presidente da Divisão Trans-Europeia da Igreja, reconheceu que os adventistas do sétimo dia enfrentam um enorme desafio no século 21 na Europa, mas disse acreditar que novas formas seriam encontradas para compartilhar a mensagem da segunda vinda de Jesus.
 
Kamal foi eleito pela Comissão Executiva da Associação Geral, o órgão superior da Igreja Adventista do Sétimo Dia, para substituir Bertil Wiklander como presidente da região de 22 nações, que inclui a Grã-Bretanha, Holanda, Escandinávia e uma faixa de países que se estende desde a Finlândia até Chipre.
 
“A Igreja Adventista do Sétimo Dia tem uma mensagem profética única para os povos da Europa no final dos tempos”, disse Kamal, referindo-se à mensagem sobre a volta de Jesus dos três anjos de Apocalipse 14. “Estou animado com as oportunidades que temos ao nosso alcance e sinto-me pequeno ante o fato de que Deus está nos usando para cumprir a Sua missão”, disse ele numa entrevista. “A questão diante de nós é como Deus vai transformar nossa igreja minoritária de ser uma fortaleza influenciada pela sociedade secular numa força para transformar as comunidades locais”.
 
Kamal, que serviu como secretário de campo da Divisão e assistente de Wiklander durante os últimos sete anos, disse que um declínio espiritual acompanhado pelo materialismo crescente apresentava um desafio para a Igreja Adventista. “A Europa, possivelmente pela primeira vez em 1000 anos, agora é um campo missionário”, comentou.
 
A realidade que o continente que deu origem à Reforma Protestante em 1517 é agora um campo para missão tem grandes implicações para os adventistas, disse ele. Para complicar as coisas, os adventistas representam apenas cerca de 0,01 por cento dos 200 milhões de pessoas que vivem no território da Divisão, ou uma em cada 2.385 pessoas, contabilizou.
 
O presidente mundial da Igreja, Ted N. C. Wilson, declarou que novos métodos eram necessários para sensibilizar as pessoas para a religião e encontrar abordagens que atinjam seus corações. “Estaremos orando para que o novo presidente ajude a aumentar o foco sobre esses importantes objetivos eternos que são muito preciosos para a Igreja Adventista do Sétimo Dia”, ele disse numa entrevista numa conferência de saúde em Genebra, Suíça.
 
Wilson e outros membros da Comissão Executiva da Associação Geral votaram a candidatura de Kamal numa reunião fechada, à margem da conferência de saúde. Wilson fez notar que uma escultura de três anjos decora uma parede exterior da sede da Divisão Trans-Europeia em St. Albans, Inglaterra. “Esses três anjos estão lá há décadas, mas não estão desatualizados, não são coisa do passado. Eles são mais relevantes do que nunca”, afirmou.
 
Kamal foi indicado numa reunião de 27 de junho da Comissão Executiva da Divisão Trans-Europeia, na sede de St. Albans. Wilson, que participou da reunião, disse que os membros da comissão elaboraram uma lista de todas as características desejadas para o novo presidente da Divisão e compilaram uma lista com uma série de nomes de candidatos. “Tomamos tempo para orar muito durante o processo”, disse ele. “Tínhamos diferentes pessoas orando. Tivemos oração silenciosa. . . . Então nomeamos Raafat Kamal no primeiro voto e oramos por ele”.
 
Wiklander, que completará 68 anos em setembro, disse que estava se aposentando por razões pessoais e havia alcançado a decisão com sua esposa. “Tive o privilégio e a alegria de servir à Igreja como presidente da Divisão por 19 anos, o que é muito tempo considerando a quantidade de viagens necessária”, disse ele. “Na minha cultura sueca, aposenta-se aos 65 anos de idade, e eu passei disso”.
 
Ele disse que antecipava passar mais tempo com a família, servindo a Igreja por meio de estudos bíblicos, e buscando a Deus através da música, arte e poesia. “Permanecerei aberto para continuar a servir a Igreja, tanto quanto possa e quando necessário”, garantiu.
 
Raafat Kamal, de 50 anos, nasceu no Líbano e tem dois cursos de graduação em Administração de Empresas e Teologia, bem como quatro graus de mestrado em Teologia Sistemática, Administração e Currículo Educacional; Filosofia e Teologia Islâmicas e Administração de Empresas.
 
Antes de entrar para a Divisão Trans-Europeia, em 2007, ele trabalhou por sete anos como diretor-executivo da ADRA Reino Unido (2000-2005) e ADRA Trans-Europeia (2005-2007). Casou-se em 1987 com Heidi Kamal Kendel, uma nativa da Noruega e enfermeira diplomada, e juntos têm duas filhas.
 
Indagado sobre o que o inspira, Kamal citou Lamentações 3:22, 23, onde se lê: “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque elas não têm fim. Renovam-se a cada manhã, grande é a Sua fidelidade”.
 
“Sou inspirado a conhecer e experimentar a fidelidade, amor, misericórdia e compaixões de Deus, novas a cada manhã”, disse ele.

Voltar para a lista