Notícias

Igreja Adventista lança Respire Livre-2, um novo programa para parar de fumar

Share |
Igreja Adventista lança Respire Livre-2, um novo programa para parar de fumar

Daniel Handysides apresentando Respire Livre-2 na Conferência Global sobre Saúde e Estilo de Vida em Genebra, Suíça, em 8 de julho [Foto: Ansel Oliver, RAN].

Handysides, criador do programa, diz que a chave para ajudar os fumantes a parar de fumar são as relações pessoais

July 11, 2014 | Genebra, Suíça | Andrew McChesney/Adventist Review

Imagine uma área designada para fumantes do lado de fora de seu templo adventista. O homem sentado no seu banco também deve estar pensando sobre a área de fumar porque escapuliu silenciosamente para fora do prédio durante o sermão de sábado. Poucos minutos depois, retorna com forte cheiro de cigarro partindo do seu terno escuro. Você sorri para ele e continua a ouvir o sermão. Nada demais. . .
 
Este cenário faz parte da visão de Respire Livre-2, um programa totalmente novo para parar de fumar que a Igreja Adventista do Sétimo Dia lançou numa conferência de saúde em Genebra, Suíça. O programa está depositando suas esperanças de sucesso numa combinação de investigação científica, um site de código aberto e relações pessoais que os participantes desenvolvem ao fazerem o curso.
 
E não custa nada.
 
“É grátis. Será sempre grátis”, disse Daniel Handysides, que passou três anos desenvolvendo o Respire Livre-2 e o testou nos Emirados Árabes Unidos.
 
O programa tem raízes no programa Respire-Livre, desenvolvido pela Igreja Adventista mais de duas décadas atrás, e antes disso o Plano de Cinco Dias Para Deixar de Fumar, introduzido pela primeira vez em 1959. Mas emprega uma abordagem completamente nova, porque as atitudes em relação ao tabagismo mudaram drasticamente nos últimos anos, disse Handysides, professor-assistente de Saúde na Universidade Loma Linda. Ao contrário de décadas passadas, os fumantes de hoje não precisam ser convencidos de que o fumo é ruim para eles e não podem ser induzidos ao temor ou convencidos a desistir de fumar por palestras, explicou. “Você não encontra um fumante no mundo que não saiba que o cigarro causa câncer”, disse ele numa entrevista sexta-feira à margem da conferência de Genebra. “Assim, o nosso velho modelo de palestra e de inspirar temor não funciona”.
 
Isso significa que novos métodos se faziam necessários para ajudar os fumantes, e Respire Livre-2 está dando enfoque especial às relações pessoais. Embora o programa tenha uma versão faça-por-si-mesmo, encoraja os fumantes a se unirem a um grupo local onde podem receber apoio emocional e, fundamentalmente, fazer novos amigos. “Se você fuma e seus amigos fumam, isso significa que tem de desistir de todo um círculo de amigos”, disse Handysides. “É uma perda enorme”.
 
Pode haver muitas circunstâncias que induzam um fumante que luta para deixar o hábito a acender um cigarro, mas a presença de outros fumantes, especialmente amigos íntimos, constitui uma tentação quase irresistível. Ninguém quer perder os amigos, é claro, por isso Respire Livre-2 convida os fumantes a trazer seus amigos para deixarem o hábito e alimenta novas amizades. Novos amigos podem incluir o facilitador do programa local e outros membros do grupo Respire Livre-2.
 
Fumar fora da igreja
 
Muitas pessoas que param de fumar só têm êxito depois de sete a 10 tentativas, por isso é importante criar um lugar onde possam fumar fora da igreja, disse Handysides. “É meu objetivo que cada uma de nossas igrejas chegue ao ponto de terem seções de fumar do lado de fora do templo”, disse. “As pessoas devem ser capazes de se sentir confortáveis ao chegarem a uma Igreja Adventista do Sétimo Dia como um fumante. Não estamos querendo que sejam fumantes”, acrescentou, “mas devemos aceitá-los exatamente onde estão, e estar prontos para trabalhar com eles para que possam mudar e ter um estilo de vida mais saudável”.
 
A igreja que Handysides frequenta na Universidade Loma Linda não tem uma área específica para fumar. Na verdade, todo o campus é isento de fumo.
 
Handysides disse que entendia que algumas igrejas possam recusar a ideia de áreas para fumantes, e sua proposta, em certo sentido, é metafórica. “Estou falando mais sobre uma mudança de atitude em que permitimos que os fumantes entrem em instalações da igreja sem passar julgamento”, esclareceu.
 
Embora raro, não é inédito que uma igreja adventista crie um local designado para fumantes. Por exemplo, a Igreja Adventista do Sétimo Dia New Hope, em New Fulton, Maryland, tem mantido um cinzeiro exterior fora de sua entrada principal há anos. Um membro da igreja disse que nunca tinha visto isso sendo usado desde que se uniu à igreja há sete anos, mas os líderes da congregação mencionam numa saudação padronizada a visitantes de primeira vez, que diz em parte: “Não queremos que ninguém que lute com a dependência  de nicotina sinta que não é bem-vindo”.
 
Como começou o Respire Livre-2
 
O Respire Livre-2 teve o seu início quando a Universidade Loma Linda pediu a Handysides para conduzir aulas do Respire Livre-2 em escolas militares em Abu Dhabi, um dos Emirados Árabes Unidos. A universidade contactou Handysides depois de receber um pedido para o programa de uma organização não-governamental, a Comissão Internacional para a Prevenção do Alcoolismo e Dependência de Drogas.
 
Handysides escreveu à Associação Geral, sede mundial da Igreja Adventista em Silver Spring, Maryland, para obter informações sobre como conseguir material para o curso. Ele soube que a Associação Geral era o único editor, e imprimia o curso segundo solicitado. Em suma, o programa estava “antiquado”, comentou Handysides. Assim, com a aprovação da Associação Geral, ele e sua esposa, Sandra, uma enfermeira de família, empreenderam uma reformulação do programa Respire Livre-2 e testaram os resultados por 18 meses em Abu Dhabi.
 
Handysides disse que é esperado que o índice de sucesso para o Respire Livre-2 seja de pouco mais que 40 por cento em média, acima de seus dois antecessores. Nenhuma iniciativa para parar de fumar tem índice de cobertura de 50 por cento, afirmou.
 
O Respire Livre-2 tem em vista apenas os fumantes com forte desejo de deixar o hábito porque esses apresentam a melhor chance de sucesso, disse Handysides. “Queremos pessoas já na fase de ação”, explicou.
 
Parte da vantagem do novo programa é que todos os materiais estão disponíveis online em breathefree2.com. Além disso, qualquer um pode baixar, traduzir, e enviar o material de volta ao local para outras pessoas o utilizarem.
 
O programa está disponível apenas em inglês, mas uma tradução ao espanhol está agendada para lançamento em agosto. Discussões tentativas começaram quanto a traduções para o russo, polonês e finlandês.
 
Entre os materiais em 2 sites do Respire Livre-2 está um mapa-mundi que mostra as localizações e detalhes de contactos dos primeiros 34 facilitadores do programa, bem como vídeos que visam a promover a discussão em grupo e desenvolvimento de novas amizades. Os vídeos estão apenas em inglês, mas seus 'scripts' estão disponíveis para download, permitindo que grupos de outros idiomas os utilizem de outras formas, esclareceu Handysides.
 
A primeira fase do programa leva oito dias para ser concluída e é seguida por uma série de reuniões ao longo dos próximos dias, semanas e meses. “O importante é estabelecer relações sólidas que avançam e recuam ao longo do tempo requerido para deixar o vício”, aduz Handysides.

Voltar para a lista