Notícias

"Senhor, queríamos ver a Jesus"

Isto inclui todos os grupos de pessoas

Mark A. Kellner

Reinder Bruinsma, líder adventista do sétimo dia grande e pensador, é certamente correto quando ele aponta que, em muitas nações, a "cara" do adventismo está mudando a emigração traz novos fiéis para as nossas igrejas. Mas isso significa que agora podemos ignorar um "grupo de pessoas" só porque eles estão no mundo "velho" do hemisfério norte, sob o pretexto de que é no "Sul Global", onde a igreja está vendo o crescimento?

Pastor Bruinsma não sugere que no seu comentário, é claro. E, eu não estou defendendo para isso, tampouco. Na verdade, há uma razão muito válida porque devemos - e fazer - chegar a todos. É porque todo mundo precisa de saber sobre Jesus. . O capítulo 12 das notas de João Evangelho, "[t] aqui foram alguns gregos na cidade que tinham vindo até para adorar durante a festa Eles se aproximaram de Filipe, que era de Betsaida, na Galiléia:" Senhor, queremos ver Jesus Você pode. nos ajudar? '"(João 12:20-21, The Message, de Eugene H. Peterson)

A tarefa de ajudar as pessoas a ver Jesus não representa maior necessidade e nenhuma vocação maior. Durante décadas, os cristãos adventistas do sétimo dia têm reconhecido isso, vai longe para espalhar sua mensagem. Hoje, através de ondas curtas de rádio, televisão, TV satélite e de base local e rádios, bem como pela Internet, através de livros, revistas e eventos através de divulgação em pessoa, os adventistas estão fazendo a mesma coisa: a introdução de pessoas para Jesus, a quem saber é a vida eterna.

O que tem sido uma oportunidade para dois milênios é agora, gostaria de sugerir, mais importante nestes dias. Há muitos falsos deuses, salvadores falsos e falsas religiões capturar os corações e mentes dos buscadores espirituais. Não se engane: os adventistas crêem em, apoio e carinho a liberdade religiosa. Mas também sabemos Jesus foi inequívoco sobre a questão da salvação: ". Eu sou o caminho ea verdade ea vida Ninguém vem ao Pai senão por mim", Ele disse em João 14:6 (NVI).

É por isso que os adventistas fazer o que podemos fazer para ajudar e servir aos outros. É criar uma oportunidade de compartilhar a boa notícia de que enquanto o homem está separado de Deus por causa do pecado - Adão e nossa - há uma solução, e é encontrado na vida, morte e ressurreição de Jesus. O conflito cósmico entre Deus e Satanás tem um vencedor final, e sua "tenda" é grande o suficiente para todo o mundo para encontrar abrigo.

Como compartilhar isso? Não apenas por palavras por si só, muito importantes que sejam. Primeiro, temos de ir para aqueles que estão sofrendo, que estão em necessidade de saúde ou de educação ou de alimentos, e conhecê-los no seu ponto de necessidade.

Ellen G. White, fundador pioneiro do movimento adventista, disse muito bem: "O método de Cristo por si só, dar o verdadeiro sucesso em alcançar as pessoas O Salvador misturava com os homens como alguém que desejava o seu bem Manifestava simpatia por eles, ministrava.. às suas necessidades, e ganhou sua confiança. Em seguida, ordenou-lhes, 'Follow Me'. "(Ciência do Bom Viver, p. 143, grifo nosso)

Nas cidades, vilas e aldeias de todo o mundo, de formas grandes e pequenos, os adventistas estão atendendo a sugestão: mostrar simpatia, atendendo às necessidades, e ganhar confiança como verdadeiros amigos. Em seguida, é oferecido o maior presente de todos, o conhecimento de Jesus e Seu amor.

Nenhuma legislação deve ser passado, não benfeitor precisa escrever um cheque, não deve rolar unfurl do céu para todo o crente a fazer o mesmo. Cada um de nós - todos nós - ter esta oportunidade quase todos os dias, às vezes diretamente, às vezes indiretamente através da oração e apoio financeiro. Ela realmente é uma oportunidade que não deve permitir passar.

Mark A. Kellner é editor de notícias para Adventist Review e Adventist World revistas e um colunista de tecnologia semanal para o jornal The Washington Times diariamente em Washington, DC

Voltar para a lista