Adventist News Network®

The official news service of the Seventh-day Adventist world church

Ted Wilson arma educadores adventistas com um livro de Ellen White

Ele apela para que a Bíblia e os escritos da Sra. White estejam sempre no centro da educação adventista.

Ted Wilson arma educadores adventistas com um livro de Ellen White

[Crédito da foto: Brent Hardinge, comunicação GC]

Magnifying Glass View Larger

Ele apela para que a Bíblia e os escritos da Sra. White estejam sempre no centro da educação adventista.


Ted N. C. Wilson, presidente mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia, comparou os desafios enfrentados pela educação adventista com a luta de Davi contra Golias e presenteou centenas de líderes da Igreja com o livro “Educação”, de Ellen G. White, para ser usado como “pedras” numa batalha contra influências do mundo que atacam escolas adventistas. 

Wilson, falando num sermão de sábado que serve como a sua mensagem pastoral mundial do ano, apelou aos educadores e escolas adventistas para sempre colocarem a Bíblia e os escritos de White, co-fundadora da Igreja, no centro da educação adventista. 

Ele convidou cinco pessoas—um professor de Arqueologia, um pesquisador de Ellen White, dois professores do ensino médio, e um administrador da Igreja—para a plataforma a fim de compartilharem como a Bíblia e os escritos de White afetam a educação adventista.

Mas a grande surpresa para muitas das centenas de pessoas que se reuniram na sede mundial da Igreja Adventista em Silver Spring, Maryland, para a reunião administrativa do Concílio Anual ocorreu perto do final do sermão. Wilson instruiu os líderes da Igreja, muitos dos quais também têm a dupla função de educadores e outros que adoram no auditório com 750 lugares, para alcançarem os suportes de livros junto a seus assentos. Em vez dos costumeiros hinários da Igreja, os participantes encontraram exemplares novinhos de “Educação”. 

“Quero que tenham um novo exemplar do livro ‘Educação’, uma das ‘pedras’ mais valiosas que você possuirá em seu trabalho, que é um complemento às instruções educacionais na Santa Palavra de Deus”, disse Wilson. “Os princípios deste livro, se ler com atenção e oração, podem mudar a sua vida e a direção de sua instituição”.

Um total de 1.000 exemplares de “Educação”— 900 em inglês e 100 em espanhol—foram adquiridos para o Concílio Anual, Wilson disse em uma entrevista separada. Exemplares extras estarão disponíveis para os delegados que não tenham assistido ao culto e para os outros durante e após as reuniões de 5 a 12 de outubro. 

A educação adventista está nas mentes dos líderes da Igreja após terem participado de uma conferência de três dias sobre o tema, imediatamente antes do Concílio Anual. 

Em seu sermão de 80 minutos, Wilson se baseou fortemente em textos bíblicos e passagens dos escritos de White para acentuar que a Bíblia e os escritos de White são o modelo para a educação adventista.

“Lembremo-nos de utilizar plenamente as instruções de Deus para o Seu modelo educacional encontrado na Santa Palavra de Deus e do Espírito de Profecia”, disse Wilson. “Não se esqueçam aonde Deus nos tem conduzido e o que Ele quer fazer no futuro pela educação adventista. Para aqueles de vocês que frequentaram escolas adventistas, lembrem-se do que Deus fez por você em lhe colocar hoje como um líder. Não se esqueça”. 

Histórias da Bíblia

Ele contou três histórias da Bíblia: como Davi matou Golias com uma pedra única em 1 Samuel 17:45-47; como os israelitas se esqueceram repetidamente da direção de Deus em Êxodo; e como Uzias, rei de Judá, prosperou “enquanto procurava o Senhor”, mas foi atingido com lepra quando seguiu o seu próprio caminho movimentando um incensário no templo em 2 Crônicas 26. 

“Que lição para nós como líderes na educação adventista do sétimo dia e para a Igreja, em geral, hoje”, disse Wilson. “Se buscarmos ao Senhor em tudo que fazemos, Ele vai prosperar a Sua igreja com a grande tarefa da missão de anunciar as mensagens dos três anjos, encontrada em Apocalipse 14: 6-12. Elas são um chamado para reconhecer a Deus como o Criador e proclamar ao mundo que Jesus está vindo em breve.

Wilson disse aos educadores adventistas que não devem se esquecer de buscar o Senhor—mesmo quando prosperam como empregados do maior sistema educacional protestante do mundo, com mais de 8.200 escolas e 100.000 professores. 

“Temos às vezes nos sentido tão competentes em nossa visão a ponto de delinear o futuro da educação adventista do sétimo dia sem consultar a Bíblia e o Espírito de Profecia?”, indagou Wilson. “Tomamos o ‘incensário’ em nossas próprias mãos, sentindo que chegamos ao ponto de sermos mais capazes de determinar a direção educativa das nossas instituições do que um simples ‘Assim diz o Senhor’ da Bíblia e do Espírito de Profecia?” 

Wilson fez uma homenagem aos professores dedicados, incluindo sua falecida mãe, e pediu aos educadores adventistas para nunca mais se considerarem melhores “do que Deus e Suas santas instruções”. 

“Em nosso trabalho educativo de acordo com o modelo de Deus, não estamos a procurar pela independência obstinado, para a liberdade acadêmica que nos afaste da responsabilidade elevada e sagrada de instruir os estudantes como parte da grande proclamação final de Deus da verdade bíblica e compreensão profética”, ele afirmou. “Devemos resistir a todos os esforços de empregar a alta crítica e o método histórico-crítico no nosso ensino e sua relação com a Bíblia, que só nos afastam de Deus e exaltam o eu, em vez de Jesus”. 

O Dever do Professor Adventista 

Em vez disso, ele disse, os professores devem usar suas salas de aula “para elevar a Cristo, Sua Palavra, Sua justiça, Seu serviço no santuário, o Seu poder salvador no grande conflito, as mensagens de Seus três anjos, Seu poder criador de uma criação em seis dias recentes, a Sua mensagem de saúde, Sua missão dos últimos dias para o mundo, e a proximidade de Sua segunda vinda”.

Ele ressaltou que o educador tinha um dever muito maior do que simplesmente fornecer conhecimentos de livros. Lendo de “Educação”, pág. 29, ele disse: “Ele não pode se contentar em transmitir-lhes só o conhecimento técnico, tornando-os meramente contabilistas inteligentes, hábeis artesãos, comerciantes bem sucedidos. É sua ambição inspirá-los com os princípios da verdade, obediência, honra, integridade e pureza—princípios que irão torná-los uma força positiva para a estabilidade e soergimento da sociedade”. 

Os educadores devem nutrir os alunos em sua relação com Deus, disse ele. “Queremos que eles sejam parte da Missão para as Cidades e Ministério da Saúde Integral”, disse. “Deixem-nos concentrar-se em Cristo e Sua justiça e fidelidade a Deus e à Sua Palavra. Deixem-nos fazer parte da Participação Total dos Membros sob a direção do Espírito Santo para que possam participar ativamente do último aviso ao mundo. Jesus está voltando!” 

A Missão às Cidades é uma iniciativa mundial da Igreja para difundir o evangelho nas maiores cidades do mundo. O Ministério da Saúde Abrangente é um programa da Igreja visando a atender as necessidades físicas, psicológicas e espirituais das comunidades. A Participação Total dos Membros visa a incentivar cada um dos 19,5 milhões de membros da Igreja a encontrar maneiras de compartilhar ativamente a Jesus todos os dias. 

Convidados no Palco 

Em meio ao sermão, Wilson convidou Michael Hasel, um arqueólogo e professor da Universidade Adventista do Sul, no Tennessee, para falar sobre a desconstrução da Escritura, um método de interpretação da Bíblia. Hasel disse que os professores tinham que ser cautelosos para se certificarem de que a abordagem desconstrucionista de interpretar a Bíblia, que nega a existência da verdade absoluta, não penetre suas salas de aula e neutralizem a Palavra de Deus. 

Depois dele, Dwain Esmond, diretor-associado do Centro Ellen G. White, subiu ao palco para enfatizar que os escritos de White desempenham um papel crucial em instruir o sistema educacional adventista.

Finalmente, três educadores da Califórnia—Paul Negrete, diretor do Colégio San Gabriel; Bonnie Iversen, diretor de desenvolvimento da escola; e Velino Salazar, presidente da Associação Sul da Califórnia e presidente do conselho da escola— contaram uma história notável sobre como os 500 alunos, do jardim de infância até os 12 anos, tinham começado a se desenvolver após seus professores decidirem ler “Educação” e pôr seus princípios em prática.

Este resultado é uma boa razão para os líderes da Igreja captarem uma nova visão sobre “Educação”, disse Wilson.

“Eu quero colocar algo em suas mãos: uma pedra que pode ajudar a destruir os ‘Golias’ que defrontam—uma pedra que representa o poder real que pode dar-lhes a vitória sobre as influências do mundo e impulsionar suas escolas à vitória mediante o sangue e graça de Jesus Cristo, o Mestre dos mestres “, comentou Wilson. 

“A releitura deste livro sob a direção do Espírito Santo fez uma reviravolta no Colégio San Gabriel, e vai reforçar o seu caminho rumo à instrução celestial em sua vida e na de sua escola”, ele completou.

Wilson incentivou os educadores a não se preocuparem com críticas pessoais e ataques se seguirem a direção de Deus e da Bíblia. A Igreja Adventista e suas escolas, destacou, não estão destinadas a se tornarem simplesmente uma denominação entre muitas.

“Este é um movimento único, com uma mensagem única, numa missão única liderada pelo capitão dos exércitos, Jesus Cristo, o Mestre dos mestres”, disse ele. “A Igreja Adventista do Sétimo Dia não será neutralizada e seu sistema educacional tomado por influências seculares se nos submetermos humildemente ao Senhor e nos lembrarmos dos conselhos bíblicos e do Espírito de Profecia. Não devemos misturar-nos com o mundo, mas brilhar com distinção celestial ao proclamarmos a Cristo e Suas doutrinas bíblicas distintivas, centradas em Cristo”.