Adventist News Network®

The official news service of the Seventh-day Adventist world church

DIRIGENTES MUNDIAIS DA IGREJA APRENDEM SOBRE EVANGELISMO E CRESCIMENTO NA INTER-AMÉRICA

A turnê visa a promover uma maior integração entre os territórios mundiais.

DIRIGENTES MUNDIAIS DA IGREJA APRENDEM SOBRE EVANGELISMO E CRESCIMENTO NA INTER-AMÉRICA

A turnê visa a promover uma maior integração entre os territórios mundiais.


Os principais líderes adventistas do sétimo dia vindos de igrejas por todo o mundo visitaram recentemente cinco grandes regiões da Divisão Interamericana (IAD), para testemunhar iniciativas de evangelismo em ação, aprender sobre o crescimento da Igreja e analisar o impacto da comunidade em todo o território. A turnê de 10 dias trouxe secretários-executivos da sede mundial da Igreja Adventista e das 12 Divisões do mundo em visita a Miami, Jamaica, Panamá, Haiti e México. 

A turnê foi parte de uma iniciativa proposta pelos principais líderes mundiais da Igreja num esforço para promover uma maior integração entre líderes da Divisão e aprender métodos, iniciativas e atividades que fazem a diferença em cada território regional, explicou o Pastor Israel Leito, presidente da Igreja na região da Inter-América. No início de maio, os principais administradores das Uniões da IAD visitaram a Divisão da Ásia-Pacífico Norte para aprender os seus métodos de evangelismo. 

“A maioria das Divisões da [Igreja] hoje está em mãos nacionais, e os líderes não sabem muito um do outro, exceto quando nos reunimos para reuniões de comissões na Associação Geral”, disse o Pastor Leito. “Então, é importante entender como a Igreja se move e trabalha em outros lugares”. 

Elie Henry, secretário-executivo da Igreja na região da Inter-América, disse que a turnê da secretaria foi uma ótima oportunidade para os administradores da Igreja testemunharem a rica diversidade cultural que torna a região da Inter-América tão especial. “Queríamos que experimentassem a Inter-América e vissem como vivemos e testemunhassem o compromisso de centenas de milhares de membros da Igreja trabalhando juntos para compartilhar o evangelho em suas comunidades”, disse Henry. 

O passeio incluiu visitas aos territórios de língua inglesa, espanhola e francesa na região da Inter-América. 

Os líderes visitaram a Jamaica, um país com a proporção mais elevada de adventistas do sétimo dia junto à população—uma de cada 12 pessoas é um adventista do sétimo dia. 

Líderes da sede mundial adventista do sétimo dia e líderes interamericanos foram designados a pregar em igrejas em Kingston, a capital, e St. Catherine no dia 10 de junho. Faziam parte de um simpósio que destacava atividades nas cinco Associação da União e duas instituições—Andrews Memorial Hospital e Universidade do Norte do Caribe [sigla, NCU]. A visita também incluiu um passeio pelo Good Samaritan Inn [Abrigo Bom Samaritano] da Igreja, que atende as necessidades de moradores de rua em Kingston. 

“O que vemos acontecendo na NCU é um exemplo perfeito do que significa que os adventistas do sétimo dia devem ser a cabeça e não a cauda através de seu departamento de tecnologia da informação e em competições de modelo de negócios”, disse G.T. Ng, secretário-executivo a nível mundial da Igreja Adventista. Ng também descreveu o trabalho no Good Samaritan Inn como uma atividade que devia ser imitada por outras regiões do mundo. 

Os líderes dirigiram-se à extremidade territorial da América Central, seguindo para o Panamá, para aprender sobre a participação e o crescimento financeiro da Igreja, uma vez que foi reorganizada numa União Missão há menos de dois anos. 

O Haiti foi a próxima parada de dois dias onde o grupo turístico de 31 pessoas visitou a universidade adventista, o hospital e o escritório da União em Porto Príncipe. Líderes e membros da Igreja local reuniram-se no Templo nº 1 para uma reunião de confraternização e louvor. O grupo aprendeu sobre os desafios, as necessidades e o trabalho fiel dos membros da Igreja comprometidos que compõem a maior região da Igreja ou União no território interamericano, com uma participação de mais de 454.000 membros. 

A próxima parada incluiu uma visita à Cidade do México, uma área cosmopolita com mais de 21 milhões de habitantes, onde a Igreja enfrenta um dos seus maiores desafios evangelísticos. O grupo aprendeu sobre as iniciativas e desafios de evangelismo, além de visitar um novo centro de influência operado pela igreja no México Central.

A turnê culminou com um festival de pequenos grupos que vêm crescendo rapidamente em Chiapas, no México, no sábado, 17 de junho. Os dirigentes visitantes mundiais se encontraram no Estádio Flor de Sospo, em Chiapas, onde mais de 13 mil membros testemunharam um festival sobre o crescimento de pequenos grupos, assistiram a centenas de batismos e aprenderam sobre os esforços conjuntos dos pastores locais e dos anciãos da Igreja. O grupo se uniu aos membros da Igreja na distribuição de literatura durante o sábado. 

“Nós queríamos que eles tivessem o senso de pertencer a uma família maior que avançasse juntos cumprindo a missão da Igreja”, disse Henry.

John H. Thomas, secretário-associado da Igreja Adventista a nível mundial, afirmou num e-mail que o grupo foi movido para expressões de silêncio após a experiência que testemunharam. “Nós fomos mudados positivamente como resultado desta experiência”, afirmou Thomas. “O itinerário, as finanças, as Uniões e os administradores institucionais nos surpreenderam com amor e apreciação como irmãos e irmãs. Todos nos ensinaram o que significa ser adventistas felizes, amáveis e generosos”. 

Para saber mais sobre a experiência da Igreja adventista do sétimo dia na Interamérica, visite-nos na interamerica.org.